.

Brasileiros relatam assédio e outros problemas com apps de táxi!


Há dois anos, o Brasil recebeu os primeiros aplicativos de chamada de táxi. Desde então, os apps não só facilitaram a vida de quem usa o meio de transporte, mas também receberam inúmeras ferramentas como pagamento in-app e até mesmo seção de "achados e perdidos".

No entanto, como toda novidade, é comum que uma ideia inovadora passe por alguns problemas de percurso. Usuários estão relatando contratempos ao usar os aplicativos de táxi, incluindo até mesmo assédio sexual, prática considerada crime previsto em lei.

Deb Xavier, 28, empresária, foi uma das vítimas do assédio por meio do app. "Chamei um táxi pelo Easy Taxi. Depois que desci, o taxista começou a me mandar mensagens pelo WhatsApp. 'Por que não tem foto sua no Whats?' Eu não respondi. Ele disse: 'Eu sei que você viu. Sua voz é demais. Você é muito sexy'', relatou ao Olhar Digital.

A empresária contou ainda que na hora, sentiu repulsa pelo ocorrido e resolveu apenas deletar a conversa no WhatsApp. "Me arrependi depois porque deveria ter mandado à equipe, mas por sorte, o taxista parou de me escrever". 

Segundo o Easy Taxi, a orientação nestes casos é sempre denunciar o motorista. "Temos tolerância zero para esse tipo de caso. O usuário pode e deve denunciar o taxista pelo próprio aplicativo, e-mail ou telefone", explica Dennis Wang, cofundador do Easy Taxi.

O app adota também suspensões de acordo com a gravidade do caso. "Se um taxista deixa de atender um chamado, ele recebe uma suspensão leve. Caso haja reincidência, o período aumenta e por aí vai", exemplifica. No caso de assédio sexual, a política da Easy Taxi é bloqueio total do motorista.

Caso o episódio seja mais grave e precise de dados pessoais, o app ainda pode entregar informações do taxista. "Respeitamos a política de privacidade tanto do passageiro como do motorista, contudo, se um delegado, munido de um mandado, pedir telefone, nome completo e outras informações, estamos prontos para colaborar, garante Dennis.

Recentemente, o Easy Taxi atualizou sua versão e ficou sem o recurso de feedback para usuários iOS. De acordo com Wang, isso ocorreu por conta de uma otimização do app e o recurso deve voltar para o sistema da maçã no começo de 2015. Tanto no Easy Taxi como no 99Taxis, seu principal concorrente, existe a possibilidade de deixar um comentário sobre o taxista.

Reprodução 



"A intenção do aplicativo de táxi é sempre tornar o transporte mais prático e seguro. Na teoria, as pessoas estão expostas em qualquer situação e por conta de nossa rigorosa verificação, a ideia é que problemas como esse não ocorram. Por conta disso, estamos preparando ferramentas que substituam nome e número de telefone do passageiro, como uma ID", revela Wang.

Para Deb Xavier, outra boa solução seria criar outros filtros de avaliação. "Além do ranking em estrelas ou comentários, seria legal se os aplicativos tivessem filtros. Um bom táxi vai muito além de 'aceita cartão'", comenta.

Motorista e carro diferente do informado
Outro problema recorrente em aplicativos de táxi é a chegada no local de carro ou motorista diferente do informado. No caso do publicitário Thulio Santos, 28, o problema foi com o veículo.

"Estava com minha esposa numa balada e pedimos um táxi no 99Taxis. Apareceu que um Clio sedan iria buscar a gente, mas quando saímos do local era uma Meriva. Perguntamos ao motorista o que tinha acontecido e ele disse que havia trocado de carro fazia pouco tempo e não tinha atualizado a conta dele no aplicativo". Santos sentiu desconfiança, mas disse que embarcou mesmo assim.

Já com o coordenador de suporte técnico Gilberto Nascimento, 32, um motorista não credenciado atendeu seu pedido. "Chamei um táxi e logo que entrei, vi outra pessoa no lugar do taxista indicado. O motorista disse que o cadastrado no 99Taxis era seu sogro, mas que ele estava ajudando-o naqueles dias", disse ao Olhar Digital.

Como explica Paulo Veras, CEO do 99Taxis, quando o motorista troca de veículo, ele deve avisar da mudança e enviar sua documentação nova. "Se ele esquece de fazê-lo - e isto ocorre mesmo com boa-fé - e formos notificados do fato por um passageiro, o motorista é imediatamente suspenso do aplicativo até enviar a documentação do carro novo", afirma. O app ainda avisa que caso o taxista reincida no problema, ele pode ser removido definitivamente.

Em relação ao uso do 99Taxis por taxistas diferentes, a política é o bloqueio imediato. "É expressamente proibido ao motorista ceder seu cadastro/aplicativo para terceiros utilizarem, ainda que sejam taxistas regulamentados", afirma Veras. O 99Taxis também recomenda que os usuários sempre relatem problemas pelo aplicativo, e-mail ou telefone.

"Quanto mais e melhor as pessoas interagirem, melhor a qualidade de atendimento e do algoritmo do aplicativo", defende Dennis Wang, do Easy Taxi.

Fonte: Olhar Digital
Compartilhar no Google Plus

Sobre: Antonio Junior

    Comentários do Blogger
    Comentários do Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

.
.

REPORTAGENS

.
.
.