.

Hackers da Sony ameaçam espectadores de filme sobre a Coreia do Norte!


Pessoas que se identificam como parte do grupo Guardians of Peace (“Guardiões da Paz”, em inglês) que hackeou a Sony Pictures divulgaram uma ameaça pública a quem for assistir ao filme A Entrevista nos cinemas. A comédia satiriza o ditador da Coreia do Norte, Kim Jong Un, e é apontada como o principal motivo para o ciberataque que atingiu o estúdio há semanas. 

A ameaça cita diretamente o atentado de 11 de setembro, que derrubou as torres gêmeas do World Trade Center, em Nova York. Ela avisa a pessoas que não assistam ao filme na estreia, nem fiquem perto dos locais onde haverá apresentações da obra. 
Ameaças, claro, não significam necessariamente que haja um plano de ataque de fato. Na verdade, em contato com o Mashable, o Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos afirma que não há nenhuma informação confiável de que qualquer ataque esteja para acontecer. 

Mesmo assim, os atores Seth Rogen e James Franco, que protagonizam a obra, parecem assustados. Eles cancelaram algumas aparições já programadas na mídia, supostamente para evitar problemas. No entanto, eles ainda devem estar presentes no evento de quinta-feira para a estreia em Nova York.

Os autores do ataque ainda não foram identificados. As autoridades americanas e especialistas em segurança afirmaram que o vírus que atingiu a Sony tem traços semelhantes aos encontrados em ciberataques da Coreia do Norte à Coreia do Sul no ano passado, mas o governo norte-coreano já foi publicamente absolvido do ataque. No entanto, as ameaças ainda mostram uma possível ligação com o país asiático, mesmo que as autoridades não tenham envolvimento.

Fonte: Olhar Digital - Via Variety 
Compartilhar no Google Plus

Sobre: Antonio Junior

    Comentários do Blogger
    Comentários do Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

.
.

REPORTAGENS

.
.
.