.

Oi e Vivo já cortam internet quando cliente excede franquia!



Se receber aquele SMS de sua operadora informando que o limite de dados foi atingido e que a velocidade da conexão será reduzida já é algo irritante, imagine então ser noticiado de que você ficará sem internet até contratar um pacote adicional ou virar o mês?
Pois é. Clientes da Vivo e da Oi que não têm controle sobre o a franquia de dados já começam a sentir na pele essa medida anunciada há cerca de dois meses pelas principais operadoras brasileiras. A partir dela, o usuário não tem mais a possibilidade de, ao exceder o limite de dados contratado, ter sua internet reduzida. Para restabelecer a conexão a partir do aparelho será necessário contratar um pacote adicional avulso ou então alterar o plano de dados atual.
A pioneira na utilização deste modelo foi a Vivo, que já no mês passado implantou a cobrança dos pacotes adicionais para seus clientes dos estados do Rio Grande do Sul e de Minas Gerais. E a companhia já informou que a partir do próximo dia 30 fará o mesmo com consumidores de planos pré-pagos e controle do Acre, Amapá, Amazonas, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.
Já a Oi começou a colocar tal estratégia em prática nesta semana, na terça-feira (09). Assim como a Vivo, a empresa vai cortar a conexão dos usuários de planos controle e pré-pago que extrapolarem o limite de dados, oferecendo os planos adicionais.
Claro é a próxima da lista e já está informando seus clientes que a partir de 28 de dezembroconsumidores dos planos pré-pago e controle que excederem a franquia terão que recontratar os pacotes de dados para recuperar acesso a internet.
A única das quatro principais operadoras que ainda não anunciou a mudança de forma generalizada é a TIM, que, com exceção dos usuários do plano Controle WhatsApp, continua oferecendo a conexão com velocidade reduzida para quem ultrapassar o limite de dados. A prestadora informou que está avaliando as diferentes possibilidades e que até o momento não prevê qualquer ajuste em seus planos atuais.

Acalme-se e entenda a justificativa

Especialistas acreditam que este novo modelo de cobrança da internet móvel juntamente com a abolição da velocidade reduzida, já utilizados por outros países, devem proporcionar melhor experiência aos consumidores finais, uma vez que qualidade da conexão na velocidade reduzida é terrível.
Esse é o ponto positivo. Por outro lado, os gastos dos consumidores com telefonia e internet móvel vão subir ainda mais. Estima-se que os gastos dos clientes com dados no Brasil devem aumentar mais de 18% neste ano, em comparação com 2013.
Reguladora das empresas do ramo, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informou que as regras do setor permitem às empresas adotar várias modalidades de franquias e de cobranças e que a única obrigação das prestadoras é comunicar aos usuários sobre qualquer mudança nos planos de serviço com antecedência mínima de 30 dias.
Fonte: Agencia Brasil
Compartilhar no Google Plus

Sobre: Antonio Junior

    Comentários do Blogger
    Comentários do Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

.
.

REPORTAGENS

.
.
.